Menu

O Preto no CMYK

Como acabamos de analisar, pela união das quatro cores principais é possível compor uma enorme gama de novas cores. Ao misturar grandes quantidades destas quatro cores, nos aproximamos do preto. Sendo assim, por que existiria a cor preto?

A razão é que haveria um gasto desnecessário de tinta e certos papéis de gramatura baixa (mais finos) não teriam resistência para um volume tão alto, resultando em um produto mal-acabado.

Veja abaixo uma ilustração de como chegar a cores similares usando diferentes porcentagens:

ilustracao-como-chegar-a-cores-similares-usando-diferentes-porcentagens[1]

A primeira composição une 100% de cada cor (300%) para chegar ao cinza. Já na segunda composição, obtemos uma cor semelhante, porém pura, utilizando apenas 90% de preto. O resultado da cor é igual, mas o uso de tinta é diferente.
Um problema comum occore na composição da cor preto. Não há necessidade de usar as quatro cores (400%) para chegar a uma cor que já é existente no processo. O preto 400% não é recomendável por sobrecarregar o material.

preto-chapado-e-puro-cmyk[1]

Quando há necessidade de “carregar” o preto para que este tenha uma aparência mais brilhante e densa, recomendamos que seja configurado com 30% de ciano e 100% de preto. Esse preto é geralmente chamado de preto chapado.
Por último, lembre-se que em especial para textos, NÃO se deve utilizar o preto 400%. As retículas dificilmente estarão na posição correta, resultando no chamado erro de registro. Para textos, sempre use o preto 100%.
Lembre-se: trabalhe sempre com o preto puro (K 100%) para vetores e textos, e utilize preto chapado apenas para fundos e áreas grandes. Assim, a fidelidade e integridade de todas as cores impressas é preservada.

4 Comentários para “O Preto no CMYK

  • Esse tópico é realmente incrível. Acontece muito no setor de arte final problemas com as matrizes em relação ao preto 100%. As vezes para economizar cor, o pessoal resolve fazer a junção do CMY para formar a quarta cor: “Preto Teórico” ou “Cinza 300%”

    Adorei este artigo e publiquei em um tópico no forum (www.meiosgraficos.com.br/forum) adicionando os devidos creditos do seu website se não se importar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.