Menu

As cores CMYK no sistema de impressão

CMYK é a abreviação das cores primárias em inglês Cian (c) “ciano”, Magenta (m) “magenta” e Yelow (y) “amarelo”, sendo que o  Black (k) “preto” representa a cor preta e recebe esta simbologia por ser a cor chave, que em inglês é key. Este sistema de cores é utilizado para todos os tipos de impressão, já que é composto por cores pigmento.
O sistema de cores CMYK é considerado subtrativo, ou seja, é necessário remover cores para chegar ao tom pretendido. Podemos utilizar como parâmetro o preto que é composto pela mistura de todas as cores.

CMYK-circles[1]
Este sistema identifica as cores através do método reticulado meio tom, que é a transformação das massas de cores em malhas de minúsculos pontos. Isto é, a cor é aplicada ao substrato através de pontos que, ao se misturar, causam uma ilusão de ótica, fazendo com que o cérebro identifique as cores de acordo com os espaços e tamanho dos pontos.
As telas ou retículas são o conjunto de pontos específicos de cada uma das quatro cores.

modo-de-cor-cmyk[1]

O preto no sistema CMYK

O preto é uma cor formada pela mistura de todas as outras cores, e pode ser utilizado em “alguns” impressos com a combinação C 100 M 100 Y 100 K 100. Devido a sua composição dizemos que não é uma cor pura.
Porém, esta prática pode danificar alguns impressos, chegando a rasgar papéis, principalmente os de menor espessura. Outro ponto importante é que trabalhar apenas com o preto composto encarece a produção.
Para evitar transtornos, aconselha-se o desenvolvimento dos arquivos com o preto puro (k 100), principalmente para vetores e textos, pois garante a qualidade final do material mesmo em substratos de menor gramatura. Utilize o preto chapado apenas para fundos e áreas grandes. Um fator interessante é que a pigmentação preta é a mais barata do mercado, diminuindo o custo de impressão.

ilustracao-como-chegar-a-cores-similares-usando-diferentes-porcentagens[1]

preto-chapado-e-puro-cmyk[1]

O CMYK vs RGB

O espectro de cores CMYK é significantemente menor que o espectro RGB. Por esta razão, muitas cores que vimos no monitor não podem ser reproduzidas em um material impresso. A principal causa desta diferença é que o sistema RGB é composto por cor luz, enquanto o CMYK é composto por cor pigmento.
Temos ainda um terceiro sistema de cores – o Pantone ou spot colors, que são cores “prontas” e totalmente fiéis. A escala Pantone é um sistema de cor mundial que utiliza código para representar as cores. O sistema de cores Pantone é utilizado para impressos porém não pode ser reproduzido pelo sistema CMYK de forma fiel, mesmo que utilizado uma combinação equivalente.

Arquivos para impressão

Ao finalizar sua arte, é importante verificar os elementos, sejam eles vetores ou imagem, estão convertidos em CMYK. Este procedimento evita que haja variações de cores não esperadas no seu material.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.